​11 meses de amamentação, conseguimos!!


Em Julho/2017 ele completa um ano e me peguei pensando em tudo que passamos para chegarmos até aqui.
Ser Doula e consultora de amamentação não facilitou a minha vida, tive dificuldades e problemas como qualquer outra mulher, na realidade o peso sobre minhas costas foi um pouco maior pois eu me cobrava o sucesso na amamentação e as outras pessoas também, tive profissionais maravilhosos do meu lado que eu tive que pagar também, sim uma consultora pagou para outra consultora para ajudar e foi o melhor dinheiro gasto da minha vida,  na primeira consulta ela me ajudou para que meu filho pegasse o peito depois de 10 dias mamando por sonda, depois de 10 dias ela veio em casa, a dor era terrível mas dessa vez não teve solução constatamos que não havia o que ser feito, ele tinha a língua curta e só o tempo e o  desenvolvimento dele para melhorar.

Se você não viu esse post aqui está https://nascersuave.wordpress.com/2016/10/01/e-depois-de-quase-3-meses-chegamos-a-amamentacao-exclusiva-no-peito/

Nunca sofri tanto na minha vida, de dor física e emocional, amamentava chorando, me mordia, queria desistir, perdi a paciência várias vezes, mesmo sabendo da problemática de bicos artificiais depois de tentar colher, copinho e bico de silicone eu introduzi a mamadeira, fui julgada, me chamaram de fraca, disseram que a profissional que me atendeu não me ajudou em nada.

Foram quase 2 meses e meio de sofrimento, pela dor de amamentar, por saber que ele poderia desmamar por conta da mamadeira e pela alimentação mista.

Eu nunca imaginei chegar até aqui, me emociono pois por várias vezes sem ajuda de ninguém em pleno furacão do puerpério pensei em desistir.

Aprendi muito com tudo isso.

Aprendi que toda mulher com dificuldade precisa de muito apoio e compreensão de todos os lados.

Que a amamentação não depende da profissional e sim do quanto essa mulher está disposta a passar para amamentar.

Aprendi que o tempo da criança influi e muito, que cada criança é uma, que cada mulher é uma, o que funciona para uns não funciona para os outros.

Aprendi a olhar cada um individualmente sem colocar regras, cartilhas e prescrições.

Depois de 2 meses e meio a dor passou, ele passou a mamar exclusivo no meu peito, mas até hoje preciso colocar a areola na boca dele e segurar meu peito.

Me sinto vitoriosa sim mas ao mesmo tempo aliviada, pois por conta da amamentação ele tem menos incidentes de doença e fazendo uma conta por baixo eu economizei R$1500,00 que poderiam ter sido gasto com leite artificial.

O que eu tenho pra te dizer? Peça ajuda, pode ser em um banco de leite, em uma roda de pós parto ou a uma consultora, o valor e tempo gasto de alguma forma irá te ajudar muito, só de saber que você não é a única a passar por isso nos alivia muito!!

Confie nos seus instintos!!

Anúncios

6 meses de cabeça para baixo!

​14/01/2017 E chegamos ao marco de 6 meses, decidi que não usarei mais a data corrigida o desenvolvimento ocorrerá no tempo dele.


Foram os 6 meses mais longos de toda minha vida, passamos por tantas coisas, tantos altos e baixos, medos, desesperos, vontade de desistir…Tanta novidade de uma vez só, bebê prematuro que não mama, que demora na adaptação de se desenvolver e tanto me machucou pra mamar, uma superação que eu não imaginei que conseguiria, não era leite fraco, pouco leite ou qquer outra coisa era enfrentar a terrível dor de amamentar, quase 2 meses e meio que eu imaginei não ter fim mas finalmente cessou e passou assim de uma hora pra outra, e em meio essa turbulência toda quantas vezes eu não me perguntei: Porque eu não tomei a pilula azul?? E logo me arrependi de ter pensado isso kkk


6 meses sem dormir direito, nervos a flor da pele, cansaço ao extremo e uma rotina totalmente de ponta cabeça.

Confesso que se o Julio não fosse presente teria surtado, assumiu a responsabilidade e se virou em mil junto comigo, não importa se trabalha no outro dia, são 6 meses acordando comigo nas madrugadas, andando maratonas com o Dimi no colo, admito que quem conheceu a gente antes até estranha mas na maternidade real e louca de 2 filhos a prioridade é outra, e o chamego, carinhos e delicadezas ficam de lado nesse momento.

É uma loucura sem fim, malabarismos de uma casa com 2 quartos, onde o mais novo dorme conosco, para não acordar o mais velho, no início dormia em cima da gente literalmente, depois passou a dormir entre a gente de bruços (só dormia assim), depois com 3 meses conseguimos transferir para o berço desmontável, mesma idade que o Lillo foi para o berço dele no quarto dele, mas dormia a noite toda e Dimi não dorme, pra ajudar geme e se arrasta o que atrapalha demais meus cochilos sendo assim o jeito foi:

Julio coloca Lillo pra dormir e eu o Dimi algumas vezes dorme no peito e outras mamando, coloco ele no berço e como estamos cansados a essa altura Julio dormiu no quarto com o Lillo, pois Dimi demora muito pra pegar no sono pesado, vou até lá, acordo ele, que vai para o quarto com o Dimi que lembra, dorme gemendo e se arrastando, o que me atrapalha muito, mas ao Julio não, e eu por minha vez durmo no quarto do Lillo, para conseguir descansar um pouco para a maratona noturna, o Dimi acorda para mamar de madrugada, o Julio pega ele e vai me chamar no quarto ao lado, eu levanto dou de mamá e volto para o quarto do Lillo, não importa quantas vezes na noite ele acorda essa é nossa rotina a 3 meses, algumas vezes dá plantão noturno e nos revezamos na maratona, acorda de manhã e são raras as vezes que volta a dormir e o dia começa tudo novamente com ele acordado o dia todo tirando sonecas de 15/30min no máximo o que não me deixa descansar, afinal tenho outros afazeres, quando por um milagre ele dorme mais, tem sempre um imprevisto que não me deixa dormir, junto é a bendita lei do smurfs kkk.


Não acredito em milagres e sei que nada disso irá mudar de uma hora para outra, agora é curtir essa nova fase de introdução alimentar, descobrimentos, contatos mais intensos, e continuar nessa loucura real que é a maternidade nos mostrando que se os dedos das mãos não são iguais, imaginem os seres humanos, cada filho é diferente do outro nem que seja em 1 coisa só.

E nessa nova desrotina (palavra inventada agora rs), existem coisas maravilhosas sim, ver ele se desenvolvendo super bem, ver o amor que um irmão sente pelo outro mesmo a comunicação verbal não existindo mas a comunicação dos corações e olhares é mais forte, essa cumplicidade, esse amor que eu sinto na troca de olhares deles nos faz ver que o porquê não tomamos a pílula azul, no final tudo vale a pena mesmo que não saia como imaginamos, era pra sair como tinha que ser, são estradas percorridas que nos mantém mais unidos, fortes e firmes e eu só tenho a agradecer as pessoas que mesmo de longe nos apoiaram e apóiam, aos que nos ajudam como podem presencialmente, mais uma vez consegui separar o joio do trigo quem quer estar conosco nessa jornada, e é por isso que eu só tenho uma palavra a dizer GRATIDÃO 

Por tudo que eu passei e vou passar, por todas as pessoas que estão na minha vida de uma forma ou de outra.

Gratidão sempre ao universo pela vida!

Ao meu companheiro dessa e de outras vidas Julio Cezar só posso dizer: É nóis parça, te amo por toda a eternidade 💜💜

Vamos parar de romantizar a amamentação e o puerpério!!

Nesse post eu serei extremamente realista, vou falar como mãe e Doula com alguma experiência própria e vividas por algumas mães que acompanhei …amamentar não é fisiológico, não é fácil, nem sempre é prazeroso e mesmo com todo o apoio do mundo não é fácil!!!

Não é exagero, não nascemos mães e não sabemos amamentar, da mesma forma que o bebê também não sabem mamar, algumas mulheres dão sorte e tudo é perfeito, mas a grande maioria não!!

Algumas dificuldades que podem ocorrer

  • Bebê prematuro com dificuldade de pega
  • Bebê a termo com dificuldade de pega
  • A pega errada que pode machucar horrores
  • Falta de apoio
  • Mastite
  • Candidíase mamária
  • Pitaqueiros de plantão
  • E principalmente cansaço e privação do sono

Depois que ocorre a adaptação da amamentação melhora um pouco mas não tudo porque tem outras adaptações, tem bebês que dormem bem e bebês que não, amamentação em livre demanda cansa afinal você fica a disposição do bebê 100% do tempo, é de manhã, de tarde, de noite e madrugada, é em casa, no carro, no mercado, na rua, na chuva, na fazenda ou em uma casinha de sapê!!

É recompensador é, mas cansa muito, não conseguimos dormir o necessário, descansar o suficiente, e ainda somos sugadas literalmente 24 horas por dia, não damos só alimento ao bebê, damos energia e muita energia, amamentar cansa, esgota e literalmente nos leva a loucura e sabe porque? 

Porque tudo isso ocorre no pós parto, no momento mais frágil da sua vida, onde você não está mais grávida e os hormônios caem no chão, você precisa se habituar a nova rotina com um bebê em casa, se tiver alguém para te ajudar pode ser um pouco melhor, mas se você não tiver ajuda pode ser insano, afinal cuidar de um bebê, alimenta-lo, se alimentar, cuidar da casa no geral definitivamente não é fácil e se você tiver filho mais velho pequeno então pode colocar uma carga extra nas costas pois além de tudo isso temos os nossos medos, culpas, frustrações….ahhhh e mais, você pode fazer tudo certinho vai ter sempre um filho de Deus que vai te julgar e te apontar o dedo, e mesmo assim aos olhos da sociedade você terá que aguentar afinal foi você que escolheu.
Infelizmente a realidade é essa, ser mãe é lindo e maravilhoso mas é punk, tem tantos poréns e contra tempos que no início por mais que tentamos ser otimistas e olhar só o lado bom da situação, o lado não tão bom assim se sobressai.

Se prepare para o parto, se prepare para a amamentação mas principalmente se prepare para a maternidade, cada fase é uma e aquela respirada mesmo só depois dos primeiros mil dias, sim amoras, com 3 anos que começamos a respirar, claro que cada caso é um caso mas no geral sim, pois é aí que o cordão começa a ficar mais largo, eles estão mais independentes e nós também!!

Dica: Se tiver quem te ajude aproveite bem os vale night, se não tiver ninguém aproveite bem os finais de semana para compensar o cansaço e turbilhão da semana.

Se prepare para amar como nunca amou antes, para chorar como nunca chorou antes,para ter medo da perda, se prepare para lidar com seus instintos mais loucos, é normal e super compreensivo.

Ninguém vai sentir essa mudança tão drástica como você, é tudo nas nossas costas, por mais que você tenha ajuda o cordão do filho é com a mãe, você vai querer matar muitos mas passa risos.

A realidade não é fácil, não é um conto de fadas e nem novela, o buraco é bem mais embaixo mas não se sinta só, não sinta vergonha de admitir que é difícil você não é a primeira e nem será a última, e precisamos falar sobre isso sim, a maternidade não é fácil!

Maternidade é solidão, é cabelo bagunçado, dentes por escovar, olheiras, cheiro de leite, mau humor, cansaço, fome, medo, responsabilidade, amor, alegria, carinho, paciência, compreensão enfim uma bata miscelânea de sentimentos e saber lidar com isso é que são elas.

Quem vos fala é uma mãe que teve seu primeiro pós parto sozinha e foi punk com depressão pós parto, e hoje vive tudo novamente da mesma forma e lutando com unhas e dentes com seus sentimentos e emoções e falando a real pra vocês quem sabe eu ajudo a amenizar um pouco!!

Dica: Conversar, desabafar, escrever ajuda muito, existem muitas na mesma situação e elas sempre nos acolhem com muito amor e carinho… gratidão a todas que estão sempre me acompanhando nessa loucura real que é a maternidade!!

Abraços e beijos em todas as mamães e futuras mamães

Minha opinião sobre desmame precoce!!

Nesse post não vou falar sobre bicos de silicones ou mamadeira, eles também PODEM causar desmame mas meu foco hoje será a chupeta.

A introdução de bicos artificiais no início de vida de um bebê pode sim causar desmame precoce, ah mas fulano deu e não desmamou, aí cabe a você se vai querer correr o risco ou não…pra mim o pior é a chupeta, ela teoricamente acalma o bebê e consequentemente o faz dormir feito um anjo, mas isso para alguns bebês é que causam desmame e vou citar porque.

 Se esse bebê ao invés de estar no peito está de chupeta a mãe não terá a produção de leite estimulada já que é a sucção do bebê que a faz, quanto menos esse bebê está no peito mais as chances de haver confusão de bicos e fazer com que ele prefira aquele que está sempre a disposição no caso a chupeta.

Eu mais do que ninguém sei que amamentar não é fácil, e que bebês choram e tem a necessidade de sucção, e que ficamos cansadas e precisamos de um tempo, mas os primeiros 30 dias de um bebê é um divisor de águas, quanto menos bicos artificias melhor para o sucesso da amamentação.

Livre Demanda significa bebê plugado sempre, bebês não mamam só por fome, mamam por carinho, segurança e conforto, deixe ele sugando pois isso ajuda a regular a produção de leite.

Entendam não estou julgando ninguém, só explicando para as mães que desejam amamentar ou não tiveram sucesso no início da amamentação que alguns atos influenciam e muito a ocorrer o desmame.

Quanto mais esse bebê estiver no peito mais rápido será a adaptação de vocês, maior será sua produção de leite, claro que casos são casos mas é por isso que a primeira coisa que perguntamos a uma mãe quando ela fala de pega errada ou baixa produção é se o bebê usa bicos artificiais. 

PS: Sabemos que toda regra tem sua exceção, como eu disse cabe a você escolher se quer correr o risco ou não!!

Logo mais escreverei sobre a realidade nua e crua da amamentação, aguardem!!!

E depois de quase 3 meses, chegamos a amamentação exclusiva no peito!!

​Ele nasceu a 80 dias, ou 2 meses 2 semanas e 3 dias… A luta pela amamentação começou no hospital, teve apoio, profissionais, gastos, dor muita dor, medo, tomada de decisões considerada errada por muitos, vontade de desistir, e cheguei a conclusão que você pode ter tudoooo, a amamentação só depende de 2 pessoas Mãe e Bebê e pode acontecer sim de não rolar de primeiro momento, nem sempre é empoderamento, conhecimento, ajuda e tantas outras coisas, precisa entender que depende do serzinho que veio ao mundo, no nosso caso foi a boca pequena e língua encurtada, eu poderia desistir afinal era um direito meu, mas não era o que eu queria.

Ele demorou 10 dias para pegar o peito, mamou 5 dias de boa até que comecei a sentir a pior dor da minha vida, novas consultas novos gastos, e a descoberta que só o tempo iria dizer o final dessa história, chorei horrores, porque comigo?? Um bebê a termo de 38/40 semanas leva 1 mês para se adaptar o Dimi levaria no mínino 2 meses…. eu tinha que intercalar as mamadas para dar um tempo para os mamilos, mais gastos, muita paciência e persistência, tentei copinho, tentei colher, tentei bico de silicone e nada, tomei a decisão de dar mamadeira e pronto, me julguei e fui MUITO julgada, diziam que eu tinha que evitar, procurar outras pessoas para me ajudarem mas gente não depende delas, parto não depende de médico assim como amamentação não depende de consultora…

Eu já sabia que entrando com a mamadeira ele iria desmamar mais rápido, mas que pelo menos fosse tomando meu leite, ele passava o dia no meu peito e a noite mamadeira com leite materno, por que só a noite? Porque era o período que ele mais me machucava, quanto mais sonolento pior, ah mas então deixa ele ficar bem acordado para mamar, isso significava deixar ele chorar um pouco porém como deixar isso acontecer quando o que você mais precisa é de silêncio para seu Filho de 4 anos que acorda as 07:00 da manhã durma bem a noite toda?

Contra tudo e contra todos, me julgando e me achando a pior mãe e profissional dei a mamadeira, perfeito até ele aumentar a quantidade ingerida e eu não dar conta com a produção, afinal ele passava o dia todo no peito, eu não descansava, não me alimentava direito e dormir então nem pensar…é meu mundo caiu pois eu não conseguia ordenhar mais para a madrugada e ele começou a tomar leite artificial de 2 a 3 vezes na madrugada, sim ele mamava mas dali 3 horas acordava com fome, aí eu chorava mais ainda, não estava mais conseguindo amamentar exclusivamente com meu leite, mesmo deixando ele no peito o dia todo esse pesadelo me assombrava, chorava porque ele ia desmamar, e mais julgamentos meu e dos outros…por mais que eu conheça casos que o bebê não desmamou por usar bicos artificiais eu sei que essa é a maior causa de desmame, cada bebê reage de um jeito e evitar ainda é sim a melhor forma, era um risco que eu corria mas tentei de tudo não queria jogar a toalha.

Apesar de prematuro e teoricamente não seguir a linha dos bebês a termo fomos a consulta de 2 meses e ele engordou 1.600kg e estava com 5 kg por incrível que pareça, fiquei triste, sei é loucura mas fiquei afinal sabia que boa parte disso era por conta do leite artificial, apesar de tomar a mamadeira ele diminui a quantidade bruscramente, mais cuspia do que mamava, era uma tortura, até que na madrugada de 24/09 resolvi dar o peito, ele estava com fome mas cuspia tudo com a mamadeira, não foi fácil e ainda não é, ainda sinto dor mas é uma dor diferente, agora sei como é a dor de pega errada, vou arrumando, brigando e ele mamando, tem dias que está melhor e outros não, mas seguimos em frente.

Hoje dia 01/10 faz 1 semana que estamos exclusivamente no peito em livre demanda, é uma vitória maravilhosa, fui além dos meus limites, enfrentei meus medos, orgulho e muita dor, a pior de todas até hoje, física e emocional…

Aprendi o verdadeiro significado da palavra paciência, persistência e que quando 1 não quer( não pode, não dá) 2 não brigam, amamentar não depende única e exclusivamente da mãe, depende do ser mais importante dessa relação o BEBÊ, respeite seu tempo, suas limitações…

Deixo aqui meu aprendizado e lição de vida, ninguém e obrigado a nada, faça aquilo que você quer, aquilo que está ao seu alcance, se respeite e respeite seu bebê, peça ajuda sim mas siga seus instintos sempre enfrentando e ignorando os julgadores, e principalmente seja feliz 😍😍