O que é o puerpério ou (pós parto)?

Oi pessoal, acompanhei 3 partos e 1 semana de curso Educadora Perinatal, revi muitas coisas e senti uma vontade enorme de falar sobre algo que ninguém fala o PÓS PARTO.

Tudo começa com a luta de muitas mulheres para engravidar, correm atrás do sonho de ser mãe, e na grande maioria das vezes é bem doloroso…E a mulher que não planejou a gravidez mas ficou super feliz com a gestação e abraçou de corpo e alma…tem as mulheres que planejaram tim tim por tim tim e o sonho se realizou…

A gravidez correu super bem, cuidaram de tudo, estudaram sobre tudo, leram milhares de livros, muito se fala sobre como se cuidar na gestação, alimentação, exercícios, amamentação, fotos, quarto, roupas centenas de coisas, mas ninguém te diz como vai ser o depois, todos romantizam demais e crucificam a mulher no pós parto.

keep-calm-because-estou-puerpera

Definição

pu·er·pé·ri·o

substantivo masculino

1. Dores e ânsias da mulher puérpera.

2. Período do parto.

“puerpério”, in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/DLPO/puerp%c3%a9rio [consultado em 14-10-2015].
Infelizmente não é só isso, a mulher logo após o parto sofre bruscamente com a queda dos hormônios que ela levou 9 meses para se adaptar, e de uma hora para outra BUM, eles estão lá no chão, o efeito que isso causa na mulher é gigantesco, pois além desse sintoma real existe o psicológico que vem junto, são dúvidas se será uma boa mãe, se irá conseguir amamentar, se dará conta do recado…
Ninguém nasce mãe,e esse processo ao contrario do que dizem não ocorre na gestação, ele ocorre assim que o bebê nasce, e não é um processo fácil, por mais que essa mulher tenha se preparado esse tempo todo a realidade é outra, a adaptação é lenta, morreu uma mulher para nascer outra mulher, o cansaço é forte, e deixar de ser a mulher que era para ser mãe é muito difícil, se adaptar a rotina, ser colocada de lado pois existe um ser que depende exclusivamente de você…Ai milhares te visitam na maternidade, na sua casa, e você está cansada, mal aprendeu a dar de mamar, seu bebê só dorme, e todos querem pegar ele no colo e tudo que você quer é curtir ele.
Puérpera precisa ser cuidada, mimada assim como era antigamente, se você for para ajudar a lavar uma roupa, louça ou fazer uma comida é bem vinda, mas se for para querer ficar pegando o bebê no colo, ou ficar conversando com essa mãe que precisa dormir é melhor não ir ok, visitas são bem vindas com 2 ou 3 meses,nessa época é provável que essa mulher não tenha ninguém com ela, está doida para conversar, quer alguém para pegar esse bebê no colo para poder tomar um banho demorado pense nisso.
O baby blues ou (tristeza pós parto) é normal e ocorre até o primeiro mês do bebê ou mais, essa mãe está cansada, precisa dormir, está estressada, precisa de carinho e atenção e não ser julgada…a sociedade a julga, ela não pode reclamar que está cansada que logo alguém fala: Mas você não quis engravidar? É assim mesmo não é fácil, logo passa, para de reclamar ele(a) está com saúde, eu passei por isso e não morri!
Cada um é cada um e não podemos menosprezar a dor do outro, algumas mulheres terão quem a ajude outras não, umas passarão por essa fase com mais facilidade e outras não, se você não tem o que falar fique quieto, muito ajuda quem não atrapalha…só uma mulher pode entender o que passa em sua mente nesse período, é uma solidão imensa onde muitas vezes essa mulher é deixada de lado porque agora ela não pode sair, ou está cansada demais para falar ao telefone, pense nisso muitas mulheres não conseguem passar por essa fase ilesa e vão para outro estágio que é a depressão pós parto, fique de olho não deixe isso acontecer com quem você conhece, não faça parte dessa sociedade hipócrita que julga a mulher e a coloca como a mulher maravilha na qual não tem o direito de de ser apenas HUMANA!
Uma mulher no puerpério precisa de apoio, tenha empatia ela vai te agradecer para sempre!

Nossa maior Arma é a Informação! Humanização do Parto!

Como já relatei aqui, sofri várias violências obstétricas e digo pra vocês que demorei uns 6 meses para entender e compreender tudo, afinal isso vem acontecendo a muito tempo, passando de mãe para filha e acabamos que achamos normal sofrer tantas intervenções afinal foi assim com a minha mãe, foi eu quem procurei né!

Primeiramente, querer engravidar não e sinônimo de sofrer, ou procurar sofrimento, não é porque eu engravidei que agora preciso passar por toda a dor e dificuldade para aprender a ser mãe…

Não eu não mereço ouvir e nem viver atrocidades como:

Na hora do bem bom não doeu né?

Quem manda aqui sou eu, e você fica do jeito que eu quiser

Vou dar um cortezinho, mas vai ficar bom depois para o marido

Está com fome? Nem pensar em comer, depois vomita tudo que nojo

Nossa você está aqui a tanto tempo e nada de dilatar, vamos colocar um sorinho pra ajudar

São tantas pérolas, que seria cômico se não fosse trágico!!!

Humanizar o parto é deixar a mulher decidir como e de que jeito ela quer parir, passar todas as informações de pós e contras de sua decisão, colocá-la a parte de tudo que será feito nela e no bebê.

Fomos tão podados a confiar cegamente no que os mais “estudados” impõe que acreditamos piamente neles, e muitas mas muitas mulheres estão sendo enganadas e negligenciadas. Isso precisa acabar

Não importa se a mulher tem dinheiro ou não, tem medo da dor ou não, existe solução para tudo, claro que infelizmente a classe mais abonada acaba tendo mais facilidades mas isso ocorre tanto para o bem como para o mal.

Alguns planos não acontecem como queríamos, as vezes adianta um pouco mas a minha dica é, estudem muito, pesquisem muito, hoje nossa maior ARMA é a INFORMAÇÃO!

Não importa se o parto será no hospital, na casa de parto ou domiciliar, o importante é ocorrer como você quer, lute, brigue e se imponha, o parto é o momento mais esplendoroso da vida da mulher que escolheu ser mãe!

Lute pelo seu direito!

Não tenha medo de mudar de médico, se puder planejar e pagar por um bom tratamento pague, sei que é revoltante não termos hospitais do SUS ou médicos pelo plano de saúde que façam sem cobrar, isso não deviria ser cobrado e ampliado a todas as mulheres que desejarem mas estamos correndo atrás, mas uma andorinha só não faz verão, precisamos nos unir, lutar e brigar pelos nosso direitos!

parto_humanizado_03

Grávida pode fazer Amor na gestação!

Mulheres sem restrições e liberadas pelo seu médico ou parteira!
O sexo nos liga com a natureza, com seu eu superior, com o universo em seu ápice, é maravilhoso e esplendoroso em qualquer momento de sua vida desde que você queria!
Na gestação não é diferente claro respeitando a limitação de cada pessoa!


Ajuda muito na gestação em todos os aspectos, e principalmente para o parto:
– o esforço associado ao ato sexual combinado com a ação do sêmen, no colo do útero, que tem na sua composição prostaglandinas, funcionam como um forte estímulo que pode levar à contração do útero claro somente se for a hora do bebê nascer, não precisa entrar em pânico achando que o bebê irá nascer toda vez que você fizer amor!
Também o fato da mulher se sentir desejada e atingir o orgasmo aumenta a segregação de ocitocina, um hormônio que vai estimular o útero a contrair.

20986_876008682457683_6023096945188030874_n 10360466_876008079124410_459943579056588560_n 11102688_876008065791078_633585130733140591_n

Produtos naturais caseiros – Dá pra ser mais natural hoje em dia SIM

Como muitos já sabem eu venho mudando alguns hábitos em nossa rotina, começou com a alimentação e agora está caminhando para os produtos pessoais.

Fiz uma viagem em Março e conheci muita gente maravilhosa e aprendi muitas coisas com eles…uma delas me deixou muito curiosa que foi o desodorante natural, uma delas me emprestou um que eu adorei e é de uma loja conhecida de produtos naturais chamada Weleda, a outra me apresentou o Leite de Magnésio que eu não conhecia para esses fins, voltei de lá determinada a pesquisar mais e fazer algumas mudanças em minha vida.

Um dos cursos que eu fiz foi de Aromaterapia via online, gostei tanto que irei fazer outro presencial no final do mês, as possibilidades que essa pratica nos dá é infinita, eu uso na minha vida para várias coisas, na minha profissão com minhas gestantes, no pós parto, nos bebês e a infinidade são muitas, inclusive para trocar os produtos químicos que usamos no nosso dia a dia!

Comecei pelo desodorante então, só o leite de magnésio já pode ser usado como o desodorante, mas é bom um cheirinho né, fiz e adorei, ele não bloqueia o seu suor como os desodorantes comuns, ele deixa você transpirar, sendo assim, não existe nenhuma química que te segura por 24 hrs e isso faz com que você precise andar com ele na bolsa para dar uns retoques, eu faço somente um retoque.

Meu teste final foi o marido, ele falou mas poxa vai manchar minhas roupas pois ele não é antitranspirante, ai eu respondi mas não é o suor que mancha as roupas e sim a química dos desodorantes comuns com o nosso suor que causa isso, enfim ele revolveu experimentar e ADOROU, percebemos que até o cheio forte que tínhamos diminuiu muito pois não existe mais a química daquilo em nosso corpo, é como se nos fôssemos limpando nossos poros sem nenhum aditivo!

APROVADÍSSIMO

Receita de desodorante Natural

Você pode usar uma embalagem de borrifador, ou pegar a sua antiga mesmo roll on , tire a bolinha, lave bem com agua quente e sabão.

Preencha o tubo com leite de magnésia e acrescente Gotas de óleo essencial 100% natural, eu coloco 10 gotas, misture e está pronto! Uso Lavanda, Alecrim e Hortelã Pimenta mas você pode escolher a seu gosto!

A bela Gil postou em sua página a receita dela de desodorante natural, é um pouco diferente mas o efeito é igual

http://portaltagit.ne10.uol.com.br/beleza/19318/bela-gil-compartilha-receita-de-desodorante-caseiro/

Depois do sucesso do desodorante, me empolguei e percebi que podemos viver sem algumas coisas que nos são impostas desde novos pela nossa sociedade, eu já estava retirando muitas coisas uma delas REMÉDIOS em excesso, me chamam de natureba mas acreditem isso fez tão bem a minha saúde e a do meu filho, entendam NÃO estou dizendo que sou contra remédios, eles vieram para nos ajudar sim mas como tudo que é usado com descontrole faz mal eles também fazem e muito!

Resolvi continuar pesquisando e encontrei uma forma mais natural de lavar e condicionar os cabelos, como sabem meu cabelo é enrolado, já fiz muita progressiva que fez meu cabelo cair muito e estou limpa a 4 anos, sim tem como cuidar dos cabelos com produtos naturais porém eu não coloquei em pratica admito que rolou uma certa preguiça kkkk, ai encontrei uma a técnica Low Poo, consiste em não usar determinados produtos que possuam certos aditivos que ao invés de ajudar os cabelos só prejudicam, estou na técnica a 2 meses resolvi começar com ela, assim faço essa transição acalmando mais meus cachos e depois sigo para o 100% natural!

APROVADÍSSIMA

Deixo aqui dois links para vocês compreenderem mais sobre as duas técnicas!

http://www.meucabelonatural.com.br/o-que-e-no-low-poo-pg-2714b

http://melhorcomsaude.com/saiba-como-lavar-o-seu-cabelo-sem-shampoo/

Depois de tanta pesquisa, e um jeito mais leve de viver a vida, li muita coisa sobre coisas que eu já sabia mas não colocava em prática, e resolvi mudar também minha pasta de dentes, como toda mudança é complicada e muitas vezes drástica resolvi começar experimentando uma orgânica pois eu sabia que ela era muito parecida com a pasta natural feita em casa, comprei em uma feira orgânica e parti para o abraço, no inicio foi estranho afinal estamos acostumados com aquela pasta lisinha, com gosto de hortelã forte e tals mas não é nada que não conseguimos nos acostumar afinal sempre ouvi dizer que o que limpa os dentes é a escovação independente do creme dental ou não,sendo assim, essa é minha #dica assim vocês irão conhecer e se acostumar com a novidade antes de partir para a caseira!

creme-dental-organico-2

Receita pasta de dente caseira

Sálvia ou Tomilho – faça um chá com uma das ervas ( um copo de água fervente com 1 colher de chá da erva escolhida) deixe em infusão por 4 min e coe.

Argila Branca – Em um recipiente coloque de 3 a 4 colheres de sopa de argila + 2 colheres de sopa do chá que você fez , coloque 2 gotas de óleo essencial de hortelã pimenta ou (2 gotas de óleo essencial de cravo) + 1 gota de óleo essencial de melaleuca + 5 gotas de extrato de própolis e uma pitada de sal. Mexa bem até misturar todos os ingredientes, vai ficar uma pastinha se achar necessário você vai dosando mais chá ou mais argila.

Guarde em local livre do calor e umidade

APROVADÍSSIMA

Propriedade de cada ingrediente e vídeo de como fazer está no link abaixo, de onde originou a receita que eu fiz, lá tem várias dicas de coisas naturais, é meu “livro” de cabeceira rs

http://www.clubedocabeloecia.com.br/2013/06/como-fazer-um-creme-dental-saudavel.html

Espero que vocês gostem das dicas e espalhem, afinal conhecimento é para ser disseminado!!

OBS: Não seja só natural nos produtos, afinal eles se potencializam quando usados em um organismo mais limpo, comecem aos poucos, diminuam o açúcar branco, o sal, industrializados, refrigerantes e tudo que afeta negativamente sua saúde e organismo!

Beijinhos e vamos não só Nascer Suave mas Viver Suave também!

Amamentação e Remédios

Eu nunca fui de tomar muito remédio, ai passei por uma fase meio hipocondria, nossa era demais, ai engravidei e passei nove meses enjoando muito, vivia a base de remédio, depois que meu filho nasceu resolvi não tomar mais remédios mesmo tendo um probleminha aqui e outro ali.

A ciência veio para nos ajudar mas nada que é demais faz bem, não queria passar nada de ruim para o leite ou ao menos amenizar um pouco, eis que descobri duas tabelas que possuem todos os remédios que são ou não compatíveis com a amamentação, isso me ajudou muito pois comecei a perceber que muitos médicos querem te forçar a um desmame sem necessidade!

Antes de desmamar seus filhos procure alternativas naturais, e caso mesmo assim você precise tomar alopáticos pesquise para não precisar desmamar ou passar todos esses medicamentos para o leite fazendo mal ao seu bebê!

http://www.redeblh.fiocruz.br/media/amdrog10.pdf

http://e-lactancia.org/producto/1610

Jpeg

E quando a amamentação não é tão fácil assim?

Dizem ser instintivo, normal, fácil, prazeroso…

Mas nem sempre é assim, e a culpa não é sua não viu, infelizmente não somos bem cuidadas e nem nos dão a devida atenção no pré natal. Sim amamentação é assunto para pré natal, se o médico não entende que ao menos indique alguém, o PARTO é super importante, lindo e perfeito mas ele é um momento que é bom e passa, ai vem o pós parto com todas as dificuldades que ninguém te falou, com a queda dos hormônios, com você tendo que cuidar e alimentar de uma criança sozinha, ou mesmo com ajuda do companheiro(a) ou familiares, ainda sim a “responsabilidade” é sempre da mãe, e muitas sofrem por não serem compreendidas por tudo isso, palpiteiros aparecem aos montes mas ninguém realmente ajuda!

Hoje em dia a especialização nessa área está cada dia mais precária, afinal temos muitas coisas que “vieram pra ajudar” como a mamadeira e o bico de silicone né? Errado!!! Se a mulher tiver alguma dificuldade na amamentação ela precisa de ajuda e apoio para entender o que está errado, mas hoje em dia o comodismo ocorre dentro dos hospitais, a mulher que tem dificuldade já saí de lá com esses itens em mãos ou receitados!

Existem alguns itens que prejudicam uma amamentação e que toda mulher precisa ser orientada

  • Posição correta
  • Pega correta
  • Mamas ingurgitadas (cheias demais)
  • E o Freio Lingual

Fiz o curso a pouco tempo, aprendi técnicas, posições, massagens mas o mais importante que nem sempre tudo saí como “planejamos”, quando fazemos uma consultoria e nada resolve cabe a nós indicarmos que essa mulher procure um Fonoaudiólogo porque muitas vezes o sucesso não depende da mãe ou da consultora e sim de um médico!

São pouquíssimos os casos mas acontece, no meu primeiro atendimento semana passada fiz de tudo para ajudar uma mãe sedenta por amamentar, com ótima produção de leite mas que foi orientada infelizmente desde a maternidade a usar o bico de silicone, ela até consegue amamentar mas sente muita dor algo que não deveria estar sentindo, como a criança não ganhou peso o pediatra indicou entrar com a mamadeira, mas ela estava se sentindo inútil, uma péssima mãe por não conseguir fazer o que todos dizem ser “fácil” e “fisiológico”, conversei muito com ela e disse que muitas vezes não depende só de nós, indiquei que ela procura-se uma fonoaudióloga e vamos ver como irá ficar!

Teste+Linguinha

O bebê para ter uma boa ordenha precisa projetar a língua pra frente, com o freio curto isso acaba prejudicando na mamada.

http://grupovirtualdeamamentacao.blogspot.com.br/2014/11/anquiloglossia-freio-de-lingua-curto.html

Se você está com dificuldades na amamentação, procure uma Consultora em Aleitamento Materno ou um Banco de Leite eles irão te orientar e caso seja necessário te indicar um Fonoaudiólogo.

Antes de criticar a mãe que sente dor, que não consegue amamentar ou tem dificuldades se coloque no lugar dela e faça alguma coisa para ajudá-la ❤

Wrap Carregador de pano para bebês

Existem vários tipos de carregadores, todos sempre respeitando a fisiologia do bebê

Ao contrario do que muitos pensam ou diz, carregar o bebê com as pernas abertas e alta não faz mal algum, o que prejudica é com as pernas esticadas, o encaixe correto do fêmur no quadril é com a perna dobrada em um angulo de 90 graus.

posiçãocorreta

Caso ainda tenha dúvidas segue um site no qual é informado o tratamento, que no caso é um suspensório que mantêm as perninhas do bebê elevada.

http://www.anapaulatedesco.med.br/paisecuidados6.html

Existem outras formas que não pode usar a criança no sling:

Deitado, de frente para o mundo com as pernas soltas ou de buda!

Sou produtora de Wrap Sling, esse foi o que eu mais me adaptei dá pra usar desde recém nascido até 3 anos mais ou menos. O wrap é um tecido de malha penteada 100% algodão, com 5 metros de comprimento, não precisa do tecido no meio pois a finalidade dele é só marcar o meio, mas fica mais estilizado assim, faço sob encomenda para que a pessoa possa escolher as cores e estampas, o valor é único R$75,00

1907411_858726094185942_6586058834916058500_n 11160591_1580307798884854_7618813922122726995_n 11255069_1117853424907123_1885357180_o 11273468_1117853601573772_358100790_n 11350024_1124364147589384_2126421380_n

Esses são alguns modelos!!!

Videos de Partos inspiradores <3

Vou começar com uma compilação de expulsivos maravilhosos, inclusive de gêmeos(só antigos)

https://www.youtube.com/watch?v=LdL1y1EwJvU&feature=youtu.be

Parto domiciliar humanizado

https://www.youtube.com/watch?v=FWe1pbQCHnE

Parto hospitalar humanizado

https://www.youtube.com/watch?v=Re-z7TTm5co

Parto hospitalar humanizado pélvico

https://www.youtube.com/watch?v=Z59XeI5PTTU

Parto auto assistido

https://www.youtube.com/watch?v=6tNQJ8g3W6k

Parto auto assistido

https://www.youtube.com/watch?v=s_07Z9ESiQY

Parto com golfinhos

https://www.youtube.com/watch?v=EUgai0JzkDU

Parto na Casa Angela

https://www.youtube.com/watch?v=hZuWFqX_4rg

Parto domiciliar humanizado

https://www.youtube.com/watch?v=Oek6N4zehLo

Parto da parteira Naolí Vinaver

https://www.youtube.com/watch?v=VXLnw2J6Vuc

Depois de tanta ocitocina, vamos curtir o final de semana ❤

A dor do parto

Muitas mulheres acham que não vão aguentar a dor do parto, e infelizmente a culpa é dos médicos e da nossa sociedade que coloca a mulher como fraca e frágil a ponto de não acreditar nela mesma!

Com a evolução da ciência tomamos remédio pra tudo e isso interfere demais, se sentimos dor é porque algo está acontecendo em nosso corpo e muitas vezes basta só lermos os sinais enviados,

Não estou aqui pra dizer que não dói nada, é super tranquilo e você nem sente…Dói sim mas não é uma dor constante, é uma dor intermitente que começa fraca no inicio do trabalho de parto e vai aumentando de acordo com a evolução do TP mas lembre-se ela tem momentos de alívio e é uma maravilha de sentimentos nessa hora. Nesses intervalos dá tempo de relaxar, meditar, respirar profundamente e muitas vezes dormir. 

orgasmic_destaque
Cena do filme Orgasmic Birth

Outro fato é que a intensidade da dor do parto varia de mulher para mulher e de gestação para gestação de acordo com diversos fatores: limiar individual, grau de relaxamento, intimidade como o ambiente, apoio de familiares e profissionais, preparação e outros tantos… É uma dor diretamente influenciada por fatores psicológicos, funcionais e emocionais. Quando estamos com medo, ficamos tensas, e a nossa tensão faz a dor aumentar. É um ciclo bem conhecido, o ciclo do medo-tensão-dor. Vale para qualquer tipo de dor.

E pode ter certeza, essa “dor” é esquecida no momento que o bebê nasce, até hoje não me lembro exatamente com o eram essas sensações nas contrações!

Colocam pra gente pensar só na dor, mas nesse momento tem tantos sentimentos envolvidos, algumas mulheres se entregam tanto que conseguem desviar totalmente a atenção que acabam sentindo prazer. Nas novelas, filmes é sempre a mulher com cara de dor mas não é assim o tempo todo!

DSC02556-e1318958230428

https://www.youtube.com/watch?v=LzrlUeRIEDo  Entrevista com Dr Jorge Kuhn

https://www.youtube.com/watch?v=xbQCJNsUfWY  O parto em 3D

Porque a amamentação é tão importante!

Primeiramente meu papel aqui não é julgar ninguém, e sim informar e explicar, e dar o apoio necessário para que todos entendam os benefícios da amamentação exclusiva e prolongada para mães e bebês ❤

O leite materno é fundamental para a saúde das crianças nos 6 primeiros meses de vida, por ser um alimento completo, fornecendo inclusive água, com fatores de proteção comum na infância, isento de contaminação e perfeitamente adaptado ao organismo da criança!

Não vou dizer aqui que amamentar é fácil porque não é, mas por experiência própria se estivermos munidas de informações, é bem melhor, outra coisa que muitos não acreditam, o fator estresse, ansiedade e psicológico influência muito no sucesso da amamentação, sendo assim, não escute os pitacos alheios, confie em você, descanse sem dó, não se sinta obrigada a nada e caso precise de ajuda não se sinta mal, peça ajuda, procure uma consultora em aleitamento materno ou o banco de leite da sua cidade!

O leite materno tem o poder imunológico, não deixe de amamentar seu filho agradece!

Não ofereça mamadeiras/chupetas ou bicos de silicone, eles fazem com que o bebê faça confusão de bicos, os músculos trabalhados com os bicos artificiais não são os mesmo que o do peito e automaticamente ocasiona o desmame precoce.

Não há evidências de que exista alguma vantagem na introdução precoce de outros alimentos que não o leite humano na dieta da criança. Por outro lado, os relatos de que essa prática possa ser prejudicial são abundantes.

O sistema digestivo e o rim da criança pequena são imaturos, o que limita a sua habilidade em manejar alguns componentes de alimentos diferentes do leite humano. Devido a alta permeabilidade do tubo digestivo, a criança pequena corre o risco de apresentar reações de hipersensibilidade a proteínas estranhas à espécie humana.

21712_1036571649705472_4820243241099908433_n

O aleitamento materno está além do beneficio de não prejudicar a correta formação da arcada dentária e evitar problemas ortodônticos. Quando se fala em amamentar, fala-se em preservação de todo o sistema estomatognático e suas funções vitais: Sucção, mastigação, deglutição, fonação e, principalmente respiração!

A língua é formada por um grupo muscular. O bico da mamadeira não exercita adequadamente este grupo muscular que fica hipotônico pela ausência de trabalho. Essa hipotonia repercute na mastigação, na deglutição, na fala na oclusão e na respiração!

707_1

A Pega Correta

Primeiro não importa o tipo de seio ou bico que você tem, o bebê mama a areóla e não o bico, aliás se ele pega somente o bico você terá fissuras, dores, não irá estimular a produção de leite e há um grande risco de desmame.

Aréola toda na boca do bebê ou boa parte dela, boca de peixinho, ou seja, os lábios voltados para fora, se os mamilos forem grandes dar maior atenção a parte inferior, ela terá que estar mais na boca do bebê que a superior. A língua do bebê na pega correta fica esticada, colocada para frente, na pega incorreta fica para trás por isso não ocorre a ordenha!

bebe-amamentando-1-2

A amamentação exclusiva até o 6 meses é importantíssima e necessária, mas a prolongada também e a melhor forma de fazer isso é não ouvir o pitaqueiros de plantão e fazer cara de alface!

” As crianças que mamam no peito após um ano de idade, no mínimo duas vezes ao dia, conseguem garantir pelo menos 40% das necessidades nutricionais diárias” explicou a coordenadora da Política Nacional de Aleitamento Materno do Ministério da Saúde, Sônia Salviano.

pq-amamentar-atc3a9-os-dois-anos

Logo mais mais posts, sobre a importância da ordenha, e a livre demanda!